Verão pede cuidado especial com pets

Horário adequado para os passeios, hidratação, alimentação e prevenção de doenças são fundamentais para manter cães e gatos saudáveis no período mais quente do ano, o verão. Com o aumento do calor, também devem ser maiores os cuidados com os pets nesse período. E assim como para as pessoas, o bem-estar dos pets também requer atenção.
De acordo com o veterinário Jairo Nunes Balsini, da Cia. dos Bichos, em Tubarão, uma das recomendações é evitar caminhadas e passeios nos horários mais quentes, quando o sol está alto. “Por isso, recomendamos que esses passeios sejam até as 9h e depois das 19h”, fala o veterinário.
É importante lembrar que a temperatura da calçada e do asfalto é muito maior que a do ar e pode causar lesões graves por queimadura nos coxins (almofadinhas das patas). Além disso, o cão pode sofrer fadiga e desidratação. “Por isso, dê preferência a períodos do dia com temperaturas mais amenas”, informa o veterinário. 
Segundo Jairo, os animais precisam ingerir no mínimo 60 ml de água por quilo de peso por dia. “Pedimos também que essa água seja trocada de duas a três vezes por dia, sempre bem fresquinha”, diz o veterinário. Ele esclarece ainda que cães de focinho curto, como pugs e buldogues, são raças que têm, por natureza, maior dificuldade na perda de calor do corpo e, portanto, sofrem mais com o verão.
“É preciso respeitar sempre o limite do cão”, destaca Jairo. Outro ponto que o veterinário alerta é sobre as pulgas e carrapatos. “Esta é uma época de proliferação e os animais que apresentarem os parasitas devem ser levados a um profissional para avaliar”, esclarece.

Doenças devem ser observadas 
Além disso, segundo Jairo, os tutores dos cães devem ficar atentos a doenças como virose e parvovirose. “A qualquer sinal de vômito e fezes com sangue, deve-se acionar o profissional o quanto antes, para que a doença não evolua e o animal possa vir a falecer”, informa o veterinário. 
Jairo também explica que é comum nesta época do ano os animais comerem menos. “O tutor pode ficar tranquilo. Logo que a estação mude, o seu animalzinho voltará a ter o apetite de antes”, fala. Outra situação importante é quanto à tosa. “Principalmente de animais com pelo longo. Ela deve ser feita quinzenalmente”, analisa o veterinário.

Fonte: Diário do Sul

A Meu SUL surgiu em 2008 e, durante oito anos, circulou na região sul como revista. Em 2016, Meu SUL renasce como um portal de notícias cujo objetivo é levar até você informação com a credibilidade que já era encontrada nas páginas da revista. A WebTV Meu SUL também é uma novidade. Acompanhe-nos através de nossos canais e fique por dentro de tudo que acontece na região!

Av. Getulio Vargas, 504. Ap 101. Centro
CEP: 88.750-000 - Braço do Norte - SC

Telefone: +55 (48) 3658-0092

Email: falecom@meusul.com.br

Newsletter