Rapaz ameaça PM com faca e é morto

Um jovem de 21 anos morreu após levar um tiro de um policial militar, na noite desta segunda-feira, em Capivari de Baixo. Segundo a Polícia Militar (PM), Roger Silveira Corrêa surpreendeu os soldados e os ameaçou com uma faca enquanto eles revistavam um veículo suspeito numa área de risco da cidade, no bairro Santa Lúcia.
Depois de levar o tiro, o rapaz foi socorrido pelos próprios policiais, que o levaram dentro da viatura até o Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), em Tubarão. Roger deu entrada no hospital ainda com vida, mas acabou morrendo pouco depois.
O mesmo tiro que acertou Roger teria atingido também outro rapaz, de 18 anos, que fugiu do local e foi socorrido em seguida pelos bombeiros. A segunda vítima do disparo ficou ferida no abdômen e está internada no HNSC em situação estável.
Ontem à tarde, o comandante do pelotão da PM de Capivari de Baixo, tenente Omar Correa Marotto, disse em coletiva de imprensa que o soldado atirou porque o rapaz estaria colocando em risco a vida dos policiais, já que portava uma faca e não obedeceu às ordens de parada.
“O policial atirou porque fazia a segurança da área e tinha responsabilidade sobre a vida dos outros soldados que estavam com ele”, ressaltou.
O comandante informou que os outros policiais tinham armas de borracha nas viaturas, mas disse que não houve tempo para sacá-las. Ele também explicou que os policiais levaram Roger até o hospital na própria viatura porque os bombeiros estavam atendendo o outro rapaz atingido. 
O comandante esclareceu ainda que o soldado fez apenas um disparo, de arma calibre 12. Nenhum policial se feriu na ocorrência.
Tanto Roger quanto o outro rapaz já eram conhecidos no meio policial. Roger tinha passagens pelos crimes de receptação, furto e desobediência. Ele estava em liberdade provisória desde maio do ano passado. Já o outro jovem, que está no hospital, acumula 26 passagens pela polícia, entre elas por tentativa de homicídio.
Roger Silveira Corrêa era morador de Laguna e tinha se mudado recentemente para Capivari de Baixo.

Inquéritos vão apurar caso
Um Inquérito Policial Militar (IPM) será instaurado pelo 5º Batalhão da PM para apurar se houve ou não imprudência do soldado que atirou. Este inquérito deve ser aberto nos próximos dias e tem um prazo de 60 dias para ficar pronto.
Para o comandante Omar Correa Marotto, a princípio a ação dele foi correta. “O soldado obedeceu ao uso progressivo da força, fazendo primeiro a abordagem verbal. Mas acabou sendo surpreendido e teve que atirar”, justificou. 
O caso também será investigado pela Polícia Civil.

A ocorrência
A PM de Capivari de Baixo foi acionada por volta das 23h20 para averiguar um veículo suspeito. Segundo a denúncia, os ocupantes estariam armados. Na ida até o local, o carro passou pelos policiais, dando início a uma perseguição.
O veículo parou em uma rua sem saída, próximo à Gruta de Nossa Senhora da Saúde. Nesse momento, a guarnição de Capivari de Baixo já tinha apoio da PM de Tubarão, tendo quatro policiais atendendo à ocorrência. 
Os policiais fizeram a revista no veículo, um Fiat Uno ocupado por quatro pessoas, dois adolescentes e dois adultos. Não foram encontradas armas nem drogas. A única irregularidade era o motorista estar sem carteira de habilitação.
Foi depois disso, segundo a PM, que outras três pessoas chegaram ao local, surpreendendo os policiais. Dois jovens, Roger e o outro ferido, e uma jovem de 26 anos. Roger teria ido para cima do policial usando faca.

Fonte: Diário do Sul

A Meu SUL surgiu em 2008 e, durante oito anos, circulou na região sul como revista. Em 2016, Meu SUL renasce como um portal de notícias cujo objetivo é levar até você informação com a credibilidade que já era encontrada nas páginas da revista. A WebTV Meu SUL também é uma novidade. Acompanhe-nos através de nossos canais e fique por dentro de tudo que acontece na região!

Av. Getulio Vargas, 504. Ap 101. Centro
CEP: 88.750-000 - Braço do Norte - SC

Telefone: +55 (48) 3658-0092

Email: falecom@meusul.com.br

Newsletter