Velocidade acima da permitida provoca acidentes

Atravessar na faixa de pedestres na av. Patrício Lima, em Tubarão, tem sido uma tarefa mais difícil. Alta velocidade e desrespeito à sinalização são alguns dos problemas apontados.
A empresária Vildes Piancentini trabalha exatamente em frente a uma das faixas, próxima à escola Henrique Fontes. Ela conta que o número de acidentes no local aumentou bastante de agosto para cá, quando a via se tornou a principal saída da Cidade Azul.
“Já presenciei oito acidentes e mais incontáveis freadas bruscas que quase terminaram em atropelamento ou colisão”, diz Vildes. “Os carros passam muito rápido, é uma loucura. Os motoristas não respeitam os pedestres que querem atravessar a avenida, nem mesmo as pessoas de mais idade”, complementa a empresária.
Vildes defende que alguma coisa precisa ser feita e diz que “assim como está, não tem condições”. 
O último acidente registrado naquele trecho foi na quarta-feira passada. Débora Leandro Coelho, de 23 anos, conta que parou para que um pedestre atravessasse a faixa e acabou tendo o carro, um Corsa de Tubarão, atingido por uma moto. Segundo ela, o motociclista vinha em alta velocidade.
O condutor da moto foi o único a se machucar, com ferimentos leves. Ele foi atendido pelo Corpo de Bombeiros e levado ao Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC).
“Os motoristas saem rápido da ponte e não têm tempo de frear naquela faixa de pedestres. Além disso, não há lombadas nem placas de limite de velocidade”, comenta Débora Leandro.
A reclamação de falta de placas é rebatida pelo coordenador de trânsito da prefeitura de Tubarão, Dionísio Quadros. “Sinalização, tem, está definido que o limite é de 50 quilômetros por hora. O problema maior que a gente tem ali é que as pessoas não respeitam o limite de velocidade”, observa Dionísio.
O coordenador de trânsito diz que a prefeitura pretende fazer um levantamento para ver a possibilidade de implantação de um radar ou uma lombada eletrônica no local.
A intenção é aumentar a fiscalização com os guardas municipais, que devem voltar às ruas no mês de fevereiro. Dionísio Quadros ressalta, porém, que o principal cabe aos motoristas. “Pedimos que eles respeitem o limite de velocidade”, diz.

Fonte: Diário do Sul

A Meu SUL surgiu em 2008 e, durante oito anos, circulou na região sul como revista. Em 2016, Meu SUL renasce como um portal de notícias cujo objetivo é levar até você informação com a credibilidade que já era encontrada nas páginas da revista. A WebTV Meu SUL também é uma novidade. Acompanhe-nos através de nossos canais e fique por dentro de tudo que acontece na região!

Av. Getulio Vargas, 504. Ap 101. Centro
CEP: 88.750-000 - Braço do Norte - SC

Telefone: +55 (48) 3658-0092

Email: falecom@meusul.com.br

Newsletter