Em 60 dias produtores conquistam repasse

Vinte por cento. Esta foi a conquista de uma difícil negociação de mais de 300 produtores de leite da região de Braço do Norte. Pela primeira vez, decidiram se reunir e formar uma comissão. 

Em pouco mais de 60 dias e encontros pelo menos uma vez por semana, o grupo conseguiu atrair o interesse de um novo laticínio no mercado, a multinacional francesa Lactalis, que inicia hoje as coletas. Ao preço de R$ 1,68 o litro, o repasse ao produtor representa um aumento de 20% aproximadamente.

De acordo com o produtor Fernando Becker Schlickmann, o preço médio pelo litro na região ficava próximo de R$ 1,40, o que não pagava os custos, que estão ainda maiores devido ao inverno, com a escassez das pastagens. Para piorar, a ração e outros produtos relacionados ao gado de leite subiram mais do que o esperado. 

Era preciso tomar uma atitude. “Aos poucos esta empresa chegará em uma coleta de 50 mil litros de leite na nossa região e esperamos que as empresas locais acompanhem ou pelo menos cheguem próximo ao valor praticado por esta”, analisa.

Braço do Norte possui nove laticínios. Desde a disparada do preço do leite, no início do ano, produtores pressionavam os empresários a melhorarem o repasse pelo litro. 

O déficit na balança comercial de lácteos no primeiro semestre de 2016 fechou com o dobro do registrado no ano passado. Para o produtor, era preciso fazer algo, ou desistir da atividade.

Após a Feira do Agronegócio (Feagro), houve a primeira reunião no restaurante Borguete, em Braço do Norte, com quase 200 produtores. No dia 22 de junho, o grupo formou uma comissão que se reuniu com os laticínios. 

No pagamento de julho, o reajuste seguiu um novo padrão, baseado na tabela do Conselho do Leite (Conseleite), com até R$ 0,10 por litro de acréscimo. Ao mesmo tempo surgia a negociação com a empresa francesa, que está instalada no meio oeste e fará deslocamento de caminhões para as coletas na região.

Preço nos mercados
Fernando não acredita que o aumento do repasse aos produtores reflita no valor praticado nas gôndolas dos supermercados, ao consumidor final. Pelo contrário, com a aproximação da primavera e o retorno das pastagens, a tendência é aumentar a oferta do leite, pressionando os preços para baixo. “Um pouco nós já percebemos que o preço baixou em alguns mercados, mas a certeza é que parou de subir e estabilizou”, diz Fernando.

Foto: Divulgação

Fonte: Notisul

A Meu SUL surgiu em 2008 e, durante oito anos, circulou na região sul como revista. Em 2016, Meu SUL renasce como um portal de notícias cujo objetivo é levar até você informação com a credibilidade que já era encontrada nas páginas da revista. A WebTV Meu SUL também é uma novidade. Acompanhe-nos através de nossos canais e fique por dentro de tudo que acontece na região!

Av. Getulio Vargas, 504. Ap 101. Centro
CEP: 88.750-000 - Braço do Norte - SC

Telefone: +55 (48) 3658-0092

Email: falecom@meusul.com.br

Newsletter