Clube Orgânico Nossa Horta chega à região de Tubarão

O Clube Orgânico Nossa Horta, que foi lançado há quatro meses na região de Criciúma, chega agora a Tubarão. O Clube é uma nova opção para quem procura alimentos orgânicos, em um novo modelo de consumo consciente. No clube, o associado paga uma mensalidade e recebe semanalmente, em casa, uma cesta contendo verduras, legumes e temperos.

A ideia surgiu em uma conversa entre os amigos em um restaurante sobre a salada que estavam consumindo. Segundo Felipe Galera, um dos sócios no empreendimento, ele não confiava se realmente o que estavam comendo tinha o devido tratamento com relação aos agrotóxicos. “Quem me garante que o que estamos consumindo é realmente orgânico?”, relembra.

Foi aí que os amigos Filipe Galera, Luiz Fernando Zappelini, Jean Zappelini e Felipe Fraga começaram a pesquisar sobre o assunto. A Epagri indicou o produtor Pedro Manoel Rabelo, de Içara, que já trabalha com orgânicos há sete anos. Os alimentos produzidos por ele são certificados pelo Ministério da Agricultura e pela ECOVIDA, garantindo a qualidade dos alimentos produzidos.

Os empreendedores relatam que a ideia é oferecer produtos orgânicos certificados, onde o consumidor se associa ao clube e recebe legumes, verduras e temperos, mediante o pagando de uma mensalidade. “Dessa forma, paga um valor justo e ainda ajuda a manter o agricultor no campo”, afirma Felipe Fraga.

O Clube Nosso Horte atende hoje associados de sete municípios: Criciúma, Içara, Balneário Rincão, Araranguá, Forquilhinha, Cocal do Sul e Maracajá, além de começar a atender a partir de agora os municípios da região de Tubarão.

Como funciona?

Atualmente, o Clube Orgânico Nossa Horta tem capacidade para atender 100 associados. Eles podem se inscrever pelo site www.clubenossahorta.com.br e pagar uma matricula de R$ 50 (revertida na compra de duas cestas, que servirão para entregar o alimento semanalmente). O associado terá duas opções para se associar: cesta pequena, contendo 5 a 7 itens, sugerida para duas pessoas, com o investimento mensal de R$ 170; e a cesta grande, contendo 10 a 12 itens, sugerida para quatro pessoas, no valor de R$ 220.

Visita ao sitio e compensação pela emissão de carbono

Entre as ações que o Clube Nossa Horta prevê aos associados, está a visita ao sítio produtor, como a que foi realizada na primeira quinzena de agosto. Além de colher verduras e entender como é o processo de plantio, os associados puderam apreciar um café colonial servido na propriedade do sitio Alvorada. No encontro, o grupo também realizou o plantio de dez mudas de árvores nativas frutíferas no local. “O plantio faz parte do nosso compromisso social. Plantando árvores nativas, estamos, de alguma forma, realizando a compensação da emissão de carbono. No momento em que estamos levando os alimentos de carro e usando papel, estamos procurando diminuir os impactos", explica o organizador do Clube, Luiz Fernando Zappelini.

Informações no site: www.clubenossahorta.com.br ou no facebook.com/clubenossahorta.

Fotos: Antonio Rozeng 

Fonte: Informações: Antonio Rozeng

A Meu SUL surgiu em 2008 e, durante oito anos, circulou na região sul como revista. Em 2016, Meu SUL renasce como um portal de notícias cujo objetivo é levar até você informação com a credibilidade que já era encontrada nas páginas da revista. A WebTV Meu SUL também é uma novidade. Acompanhe-nos através de nossos canais e fique por dentro de tudo que acontece na região!

Av. Getulio Vargas, 504. Ap 101. Centro
CEP: 88.750-000 - Braço do Norte - SC

Telefone: +55 (48) 3658-0092

Email: falecom@meusul.com.br

Newsletter