Termina nesta quarta-feira prazo para transferir, atualizar ou emitir o título eleitoral

Longas filas e tumultos nos cartórios eleitorais marcaram a manhã do último dia para transferir, atualizar ou emitir o título de eleitor para participar das eleições de 2018. O 1º turno ocorre daqui a cinco meses, no dia 7 de outubro. Se nenhum dos candidatos a presidente ou governador tiver mais da metade dos votos válidos, o 2º turno deve ocorrer em 28 de outubro.
Desde segunda-feira, dia 7, alguns órgãos da Justiça eleitoral pelo país tem registrado longas filas. Em Salvador, a sede do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) amanheceu, nesta quarta-feira, com filas que davam voltas por todo o entorno. 
Em Natal (RN), serão distribuídas 1.600 senhas para atendimento no Fórum Eleitoral, que desde cedo registrava longas filas. No Grande Recife (PE), os pontos de atendimento ao eleitor abriram às 8h, mas as filas começaram ainda na terça-feira, 8, em alguns dos cartórios eleitorais.
No Espírito Santo (ES), eleitores enfrentaram chuva e frio para conseguir um lugar na fila. Em Florianópolis (SC), o cartório eleitoral registrou fila longa. Dezenas de pessoas chegaram ao local antes das 6h. O atendimento ocorre sem agendamento e por ordem de chegada.
Os cartórios de Aracaju (SE) amanheceram lotados e houve confusão. Em Macapá (AP), muitas pessoas deixaram para fazer a regularização no último dia. Em Maceió (AL), filas surpreenderam os servidores da Justiça Eleitoral. Estimativa do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE-AL) era atender 1.500 pessoas, mas dentro do Fórum já haviam 1.809 por volta das 10h. A espera por atendimento chegou a três horas.
Em Porto Velho (RO), o Judiciário montou um mutirão com 72 atendentes e o expediente vai até 18h (hora local) para que todos sejam atendidos. A espera por atendimento em Teresina (PI) chegou a cinco horas durante a manhã. Muitas pessoas que chegaram aos cartórios eleitorais às 5h da manhã, ainda não haviam sido atendidas às 10h. O primeiro da fila em Porto Alegre (RS) chegou à meia-noite. Antes das 9h, início do antendimento no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), em Porto Alegre, já havia filas no local. O Cartórios de Boa Vista (RR) registraram filas de mais de 200 metros. Quem deixou para a última hora enfrentou filas desde a madrugada. Alguns eleitores disseram que chegaram por volta das 5h, e já encontraram outros na fila.
Neste ano, os eleitores votam para presidente, governador, senador, deputado federal e deputado estadual ou distrital. O voto é obrigatório no Brasil. Apenas eleitores que têm menos de 18 anos ou mais de 70 anos não precisam votar. O voto também é facultativo para analfabetos.
O eleitor que completa 18 anos até 7 de outubro, dia do 1º turno, também precisa emitir o título eleitoral até 9 de maio. Esse também é o prazo para quem mudou de endereço e deseja transferir o título eleitoral. O procedimento exige a apresentação do comprovante de residência e de um documento oficial com foto em uma unidade do cartório eleitoral.
Para transferir o título, o eleitor deve residir há pelo menos três meses no novo município. Ainda é necessário, no mínimo, um ano da data do alistamento eleitoral ou da última transferência do título. Consulte o site do Tribunal Regional Eleitoral do seu estado.
 

Fonte: G1

A Meu SUL surgiu em 2008 e, durante oito anos, circulou na região sul como revista. Em 2016, Meu SUL renasce como um portal de notícias cujo objetivo é levar até você informação com a credibilidade que já era encontrada nas páginas da revista. A WebTV Meu SUL também é uma novidade. Acompanhe-nos através de nossos canais e fique por dentro de tudo que acontece na região!

Av. Getulio Vargas, 504. Ap 101. Centro
CEP: 88.750-000 - Braço do Norte - SC

Telefone: +55 (48) 3658-0092

Email: falecom@meusul.com.br

Newsletter