Venda de peixes deve aumentar hoje

Como já é costume, a procura por peixes na Semana Santa cresce bastante. Amanhã, feriado de Sexta-Feira Santa, dia em que, segundo as tradições cristãs, não se come carne vermelha, os pescados devem ser o prato principal nas mesas. 

De acordo com Luana Ferreira Okuji, gerente do Rei dos Pescados, em Tubarão, o peixe mais procurado tem sido o filé de salmão fresco, seguido pelos filés de tilápia e de linguado. Entre os crustáceos, o camarão ainda ganha disparado na lista de preferências.  “Desde o início da Quaresma teve um aumento de 15% nas vendas. Esperamos chegar a 30% a mais do que no ano passado”, estima, otimista.

“Como o pessoal gosta de deixar as compras para a última hora, pode ser que nos surpreendamos com as vendas ainda mais. Estamos preparados para a demanda desta quinta e sexta-feira”, pontua Luana.

“Nossa clientela gosta de praticidade. Por isso ainda aumentamos a variedade de peixes frescos e congelados e da linha prática, com os empanados. E apesar do aumento excessivo no preço de alguns pescados, principalmente o salmão, vamos respeitar nossos clientes e não vamos repassar o aumento nos pescados agora”, destaca Luana.

Aumento do consumo na Quaresma

Na Quaresma, a produção de pescados aumenta em torno de 40%, segundo a Associação Brasileira da Piscicultura. Mas é nesta semana que a procura cresce ainda mais. Não tão acostumado com esta proteína – o brasileiro come por ano aproximadamente dez quilos de peixe, e o recomendado pela OMS são 20 quilos –, muitos cuidados são desconhecidos dos consumidores na hora da compra.

Conselho de Veterinária orienta para a compra do melhor pescado

O Conselho Regional de Medicina Veterinária de Santa Catarina (CRMV-SC) dá algumas dicas para ajudar na escolha. O presidente do CRMV-SC, médico veterinário Marcos Vinícius de Oliveira Neves, explica que os peixes frescos devem possuir pele brilhante e úmida, olhos salientes, guelras vermelhas, odor suave ou ausente, e escamas bem aderidas ao corpo. 

“No caso dos congelados, a embalagem precisa estar intacta, apresentar rótulo e estar armazenada de acordo com as temperaturas indicadas pelo fabricante. Também é importante verificar se o pescado procede de um estabelecimento registrado no serviço de inspeção oficial, garantindo, dessa forma, que o produto passou por avaliação higiênico-sanitária, por um médico veterinário, e está apto para o consumo”, explica.

Os consumidores que dão preferência aos peixes mais nobres devem redobrar a atenção para não serem enganados. Na tentativa de evitar fraudes, fiscais federais e agentes de inspeção do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) realizaram desde março a Operação Semana Santa em 16 estados brasileiros, entre eles Santa Catarina. Neste período, foram recolhidas amostras de peixes embalados para verificar se o produto correspondia, de fato, ao que estava sendo oferecido. 

O bacalhau costuma ser um dos peixes mais fraudados, e, no lugar dele, o consumidor pode estar comprando espécies como saith e ling. Outros exemplos são panga, merluza e alabote, que já foram vendidos como linguado.

Fonte: Jornal Diário do Sul

A Meu SUL surgiu em 2008 e, durante oito anos, circulou na região sul como revista. Em 2016, Meu SUL renasce como um portal de notícias cujo objetivo é levar até você informação com a credibilidade que já era encontrada nas páginas da revista. A WebTV Meu SUL também é uma novidade. Acompanhe-nos através de nossos canais e fique por dentro de tudo que acontece na região!

Av. Getulio Vargas, 504. Ap 101. Centro
CEP: 88.750-000 - Braço do Norte - SC

Telefone: +55 (48) 3658-0092

Email: [email protected]

Newsletter