Morre ex-técnico do Criciúma e ídolo do Inter

Faleceu neste sábado, 30, aos 67 anos, Olávio Dorico Vieira, o Vacaria. O ex-lateral-esquerdo, ídolo da torcida do Internacional, era natural de Urussanga e foi campeão catarinense em 1998 como técnico do Criciúma.

Vacaria estava internado em um hospital de Canoas (RS), em virtude de complicações provocadas por um Acidente Vascular Cerebral (AVC), sofrido em 2013, além de uma hepatite. O velório está sendo realizado no Cemitério Ecumênico de São Leopoldo (RS). O sepultamento acontecerá neste domingo, às 16 horas, no mesmo local.

Mais sobre a carreira de Vacaria

Nascido em 26 de janeiro de 1949, Vacaria iniciou sua carreira no futebol aos 16 anos, vestindo a camisa do Glória de Vacaria. Em 1968, aos 18, tornou-se profissional e foi para o 14 de Julho de Passo Fundo. Foi no clube do interior que Olávio se tornou Vacaria, apelido que o acompanharia pelo resto de sua carreira. “No ambiente de vestiário todo mundo tem que ter um apelido. Então, o pessoal começou a me chamar de Vacaria, pois eu joguei antes no Glória. O nome pegou e até hoje eu o carrego com muito orgulho”, dizia o ex-jogador, que foi bicampeão brasileiro e octacampeão gaúcho pelo Colorado.

Em 1970, após uma grande temporada pelo 14 de Julho, onde terminou como um dos artilheiros do interior, Vacaria foi contratado pelo Internacional. Apesar de ter feito parte do grupo campeão gaúcho nos anos de 70 e 71, o lateral não se firmou como titular e foi emprestado ao Figueirense em 1972. Vacaria teve uma grande passagem pelo alvinegro da capital, conquistando o título catarinense.

“Fui para o Figueirense em 1972 e três meses depois da minha chegada já era considerado o melhor jogador de Santa Catarina. O São Paulo, o Palmeiras e o Botafogo começaram a se interessar por mim, mas os dirigentes do Figueirense disseram que não podiam me negociar, pois eu pertencia ao Inter e estava lá de empréstimo”, contou Vacaria à Revista do Inter.

No ano seguinte, o atleta retornou ao Internacional e se tornou titular absoluto das equipes comandadas por Dino Sani (1973-1974) e Rubens Minelli (1975-1976). Ao lado de craques como Valdomiro, Carpegiani, Caçapava, Falcão e Figueroa, Vacaria participou do time que conquistou o bicampeonato brasileiro (1975-1976) e o octacampeonato gaúcho (1976). 

Em 1977, o jogador foi para o Palmeiras e fez parte da equipe vice-campeã brasileira em 1978. No início da década seguinte, abandonou a carreira de atleta e tornou-se técnico.

Nos últimos anos, trabalhou no Inter, no departamento de relacionamento social, participando de viagens aos consulados do clube.

Colaboração: Assessoria de Imprensa do Internacional

 

A Meu SUL surgiu em 2008 e, durante oito anos, circulou na região sul como revista. Em 2016, Meu SUL renasce como um portal de notícias cujo objetivo é levar até você informação com a credibilidade que já era encontrada nas páginas da revista. A WebTV Meu SUL também é uma novidade. Acompanhe-nos através de nossos canais e fique por dentro de tudo que acontece na região!

Av. Getulio Vargas, 504. Ap 101. Centro
CEP: 88.750-000 - Braço do Norte - SC

Telefone: +55 (48) 3658-0092

Email: [email protected]

Newsletter