Convênio prevê economia para Prefeitura de Laguna de R$ 150 mil ao ano com aluguéis

Um convênio que pode gerar um resultado significativo para os cofres municipais da prefeitura de Laguna, cerca de R$ 150 mil ao ano, segundo cálculos do próprio chefe do executivo lagunense, Everaldo dos Santos(PMDB), que já adiantou há poucas semanas que não irá concorrer à reeleição ao cargo. Esta economia será garantida, se tudo der certo, ao próximo gestor público da cidade mais antiga da região, que completará 340 anos nesta quinta-feira.

“Este convênio será um grande presente de aniversário”, resume o administrador do Terminal Pesqueiro Público de Laguna - TPPL, José Fritsch, que assumiu o cargo há cerca de três meses, após uma série de confusões no local, como a demissão de alguns funcionários, afastamento de toda a equipe diretiva e investigações da Polícia Federal. O TPPL pertence à União.

A assinatura do convênio entre a Companhia Docas do Estado de São Paulo - Codesp - que detém a concessão de gerenciamento da instituição pesqueira - e a prefeitura de Laguna ocorre amanhã, às 9h30min, na sala de atos do gabinete de Everaldo.

O acordo libera a utilização da Casa-Sede, no terreno do Terminal, para o município, sem custos. O diretor-presidente da Codesp, José Alex Botêlho de Oliva, que também administra o Porto de Santos, o maior do país, está na Terra de Anita desde ontem para assinar a proposta de cessão de uso.

“Além desta ação, nossa proposta, inclusive manter parcerias com outras entidades da cidade, é tornar o Terminal uma referência nacional. Será a primeira vez que a diretoria do porto de Santos reúne-se no município”, destaca Fritsch.

Terminal mantém carro-chefe da economia

A Companhia Docas do Estado de São Paulo - Codesp administra o Terminal Pesqueiro de Laguna desde 1991. O Terminal é responsável por 40% da economia do município, recebendo em seu cais grandes embarcações carregadas com toneladas de pescados, que são comercializados pelas empresas do município para as cidades das regiões sul, sudeste e centro-oeste.  

O setor pesqueiro gera milhares de empregos na cidade, a partir da atividade em alto-mar, também trabalhadores autônomos e comerciantes, principalmente empresas de beneficiamento de pescado, que atuam com importação e exportação.

A história do porto iniciou na década de 40, com as instalações portuárias em Laguna para a exportação de carvão, devido à Segunda Guerra Mundial. A partir de 1969, foram realizadas adaptações para outras finalidades, como a pesca. 

Já o Terminal Pesqueiro de Laguna foi criado em virtude da lei de modernização dos portos brasileiros nos anos 1990. É uma empresa de economia mista, vinculada à Codesp e à Secretaria Especial de Portos - SEP da Presidência da República. A Codesp é responsável desde o Convênio de Descentralização de Serviços Portuários celebrado com a SEP.

Depoimento

“Em menos de 90 dias à frente da administração do Terminal Pesqueiro de Laguna já conquistamos muitas ações positivas. Este local pertence à cidade e faz parte da história do município. São mais de 50 anos de história e muitas possibilidades de crescimento. Além de atender as embarcações industriais, temos projetos para os pescadores artesanais, crescimento na produção de gelo e com possíveis parcerias como esta, com a prefeitura”.

Com informações do Jornal Notisul

A Meu SUL surgiu em 2008 e, durante oito anos, circulou na região sul como revista. Em 2016, Meu SUL renasce como um portal de notícias cujo objetivo é levar até você informação com a credibilidade que já era encontrada nas páginas da revista. A WebTV Meu SUL também é uma novidade. Acompanhe-nos através de nossos canais e fique por dentro de tudo que acontece na região!

Av. Getulio Vargas, 504. Ap 101. Centro
CEP: 88.750-000 - Braço do Norte - SC

Telefone: +55 (48) 3658-0092

Email: [email protected]

Newsletter