Direção da Apae de Forquilhinha explica real situação após denúncias de desvio de recursos

A situação envolvendo o bloqueio de antigos gestores da Apae de Forquilhinha – Escola Especial Artur Arns – chamou a atenção de moradores e comunidade em geral. Na última semana, foi decretado o bloqueio de bens do casal que dirigiu a associação entre os períodos de 2007 a 2012, onde eles acabaram sendo processados pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) por desviar recursos, com auxílios de empresários. O assunto gerou muita duvida sobre as condições atuais da Apae. Por isso, na manhã desta segunda-feira, 10, a entidade convocou uma entrevista coletiva para explicar o caso.

A coletiva contou com a presença do presidente da Federação das Apae’s do estado de Santa Catarina, Júlio César de Aguiar, que afirmou lamentar o episódio. “Foi um fato isolado. Na época, os envolvidos foram afastados e uma direção de emergência foi convocada. Mas hoje a situação da entidade já esta nos trilhos”, comentou.

O presidente da Apae de Forquilhinha, Rogério Braz Feller, que preside a instituição desder 2014, comentou que uma das preocupações foi a reação dos pais. “Uma notícia dessas tem um impacto muito negativo. Muitos pais vieram na escola saber como ia ficar a situação. Foi muito forte o que aconteceu”, explicou.

Em Santa Catarina, são mais de 190 instituições da Apae com 20 mil alunos e mais de 5 mil funcionários. Em Forquilhinha, são 84 que recebem atendimento. “É a primeira vez que uma situação desta ocorre e vamos continuar acompanhando as investigações do caso no Ministério Público e que os culpados sejam realmente punidos”, acredita Aguiar.
Quedas em doações preocupam

Uma das fontes de renda da instituição é a doação espontânea na fatura da energia e muitos munícipes, após a notícia, ligaram para a companhia de energia elétrica para não fazer mais a doação. “Muitos ligaram para suspender a doação. Hoje estamos com um trabalho forte e queremos continuar assim oferecendo”, comentou o presidente da Apae de Forquilhinha, afirmando que as doações por conta de energia chegam até R$ 13 mil / mês.

Feller aproveitou o momento para fazer um convite. “A população está convidada para conhecer todo o trabalho que é realizado pela instituição, todos serão bem vindos”, comentou.

Um novo empreendimento está sendo construído no fundo da instituição, onde aproximadamente 400 m² estão sendo erguidos para dar melhores condições de atendimento e atenção aos alunos. A Apae de Forquilhinha está localizada na rua São José, bairro Ouro Negro, nos fundos da creche municipal do bairro.

Fonte: DN Sul

A Meu SUL surgiu em 2008 e, durante oito anos, circulou na região sul como revista. Em 2016, Meu SUL renasce como um portal de notícias cujo objetivo é levar até você informação com a credibilidade que já era encontrada nas páginas da revista. A WebTV Meu SUL também é uma novidade. Acompanhe-nos através de nossos canais e fique por dentro de tudo que acontece na região!

Av. Getulio Vargas, 504. Ap 101. Centro
CEP: 88.750-000 - Braço do Norte - SC

Telefone: +55 (48) 3658-0092

Email: [email protected]

Newsletter