Greve deverá afetar aulas e serviços na região

Diversos setores serão afetados com a greve geral de hoje em Tubarão e região. A mobilização é nacional e cerca de 21 entidades da Amurel participarão do ato. Com isso, algumas agências bancárias e escolas podem estar fechadas completamente, bem como outras instituições e serviços.

De acordo com a presidente do Sintermut, Laura Oppa, a expectativa é que mais de 2 mil pessoas participem da greve geral na Cidade Azul, cujo objetivo é lutar contra as reformas da Previdência e Trabalhista. “A expectativa é dobrar ou triplicar o número de participantes do dia 15 de março. Esperamos cerca de 2 mil pessoas ou mais. Do Sintermut, a adesão será grande e, inclusive, servidores de Gravatal virão para o ato em Tubarão”, explica.

As aulas, tanto das redes municipais quanto estadual, podem ser afetadas. Algumas unidades já declararam a adesão de 100%, ou seja, estarão sem atividades para estudantes. “Escolas grandes, como a Marechal Luz, em Jaguaruna, terão adesão total. Em Tubarão, Henrique Fontes, Hercílio Luz, Noé Abati, Aderbal Ramos da Silva terão funcionários na greve geral, assim como de outras unidades, que não se manifestaram mas irão. Com isso, as aulas serão afetadas, seja de forma parcial ou total. Vai ter escola sem aula ou sem professor em sala”, explica a presidente do Sinte, Tânia Fogaça.

Servidores de Sangão e Capivari de Baixo também confirmaram a participação na greve.

Os serviços nas agências bancárias da região também serão afetados. Segundo o presidente do sindicato da categoria, Armando Machado, as agências privadas devem funcionar de forma precária. “Estarão com menos de 50% dos funcionários. Já em Tubarão, as duas agências da Caixa Econômica Federal devem fechar completamente e o Banco do Brasil deve funcionar em caráter precário”, ressalta.

O bispo da Diocese de Tubarão, dom João Francisco Salm, assinou a carta da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) favorável à greve geral, assim como outros religiosos de Santa Catarina. Transportes coletivos, aéreos, Correios, comércio, entre outros setores, podem ser afetados hoje na região e em todo o país.

Votação do texto-base da reforma

A votação do texto-base do projeto de lei da reforma Trabalhista ocorreu na noite de quarta-feira. Os deputados federais catarinenses do PT, Décio Lima e Pedro UczaiJorge Boeira (PP), Geovania de Sá (PSDB) e Esperidião Amin (PP) votaram contra a reforma. Já os deputados Celso Maldaner (PMDB), João Paulo Kleinübing (PSD), João Rodrigues (PSD), Jorginho Melo (PR), Marco Tebaldi (PSDB), Mauro Mariani (PMDB), Rogério Peninha (PMDB), Valdir Colatto (PMDB) e Ronaldo Benedet (PMDB) deram respaldo à proposta do governo que altera mais de 100 artigos da legislação trabalhista.

Com informações do Jornal Diário do Sul

Greve deverá afetar aulas e serviços na região2

Fonte: Sul in Foco

A Meu SUL surgiu em 2008 e, durante oito anos, circulou na região sul como revista. Em 2016, Meu SUL renasce como um portal de notícias cujo objetivo é levar até você informação com a credibilidade que já era encontrada nas páginas da revista. A WebTV Meu SUL também é uma novidade. Acompanhe-nos através de nossos canais e fique por dentro de tudo que acontece na região!

Av. Getulio Vargas, 504. Ap 101. Centro
CEP: 88.750-000 - Braço do Norte - SC

Telefone: +55 (48) 3658-0092

Email: [email protected]

Newsletter