Prefeitura de Lauro Müller alerta para escassez de água e orienta para consumo consciente

A Administração Municipal de Lauro Müller volta a fazer o alerta para a escassez de água. No distrito de Guatá, onde o abastecimento é de responsabilidade do Município, a orientação é para o consumo consciente.

O intendente Antonio Carlos, popularmente conhecido como Lageado, explica que o volume de chuva registrado nos últimos meses é baixo e não tem sido suficiente para manter o rio cheio. “São duas redes de captação. Uma delas está trabalhando normalmente, com 100% da capacidade, mas a outra tem apenas entre 30% e 40%. Para funcionar normalmente, precisa das duas”, explicou.

Por isso, segundo ele, medidas estão sendo tomadas e o abastecimento é interrompido quando necessário. “Nosso abastecimento funciona por gravidade. Se a caixa da localidade do Barreto não trabalhar cheia, ela não tem força para levar água para lugares altos. Então, a partir desta semana, passamos a fechar o registro que distribui para a população até que a caixa encha. Isso leva entre quatro e cinco horas. Quando enche, liberamos. Quando ela esvazia, fechamos. Isso será feito sempre que necessário, até que a situação se normalize”.

No local, há aproximadamente 1,5 mil famílias residentes, três aviários e duas mineradoras. Além disso, há também uma indústria de refrigerantes instalada. No empreendimento, um acordo foi feito entre a intendência e os proprietários. “A fábrica de refrigerantes tem um alto consumo de água. Colocamos um registro na rede deles e estamos monitorando. Pela manhã, nós fechamos e só abrimos à noite. Durante o dia, a empresa utiliza o próprio reservatório”, informou Lageado.

O intendente enaltece a importância do apoio da comunidade. Um trabalho de conscientização tem sido feito nas residências e estabelecimentos comerciais com o intuito promover um engajamento coletivo. “Faz aproximadamente 120 que não chove o suficiente, o rio está seco. As chuvas registradas amenizam durante uma semana, mas depois a situação volta a ficar complicada. Se não houver economia, vamos ficar sem água”, alertou.

Orientações para diminuir o consumo de água:

• Tome banhos rápidos e feche o chuveiro ao se ensaboar. Chuveiro aberto por 15 minutos consome 135 litros de água;

• Feche a torneira ao escovar os dentes e fazer a barba;

• Não lave a louça com água corrente. Passe rapidamente água nas louças, ensaboe os pratos e utensílios. Abra a torneira apenas para enxaguar;

• Não lave roupa com água corrente. Trabalhe utilizando o tanque;

• Só ligue a máquina de lavar louça ou lavar roupa com capacidade total. O consumo é igual se ela não estiver cheia;

• Não use água como vassoura. Em calçadas e áreas pavimentadas, primeiro varra a sujeira, depois lave com a utilização de um balde. Com mangueira, em 15 minutos são desperdiçados cerca de 280 litros de água;

• Não use mangueira, mas balde e pano para lavar o carro. Em épocas de estiagem, evite lavar seu automóvel;

• Reaproveite a água usada para outros fins, como lavar calçadas;

• Molhe o jardim com regador sempre ao amanhecer ou à noite, assim as plantas aproveitarão melhor a água. Regar nas horas quentes resulta em elevadas perdas por evaporação;

• Não jogue água nas ruas;

• Regule a válvula de descarga. Esse cuidado pode reduzir o consumo pela metade.

Fonte: Sul in Foco
Foto: 
Guilherme Hahn

A Meu SUL surgiu em 2008 e, durante oito anos, circulou na região sul como revista. Em 2016, Meu SUL renasce como um portal de notícias cujo objetivo é levar até você informação com a credibilidade que já era encontrada nas páginas da revista. A WebTV Meu SUL também é uma novidade. Acompanhe-nos através de nossos canais e fique por dentro de tudo que acontece na região!

Av. Getulio Vargas, 504. Ap 101. Centro
CEP: 88.750-000 - Braço do Norte - SC

Telefone: +55 (48) 3658-0092

Email: [email protected]

Newsletter