Médicos em greve: Passeata alerta para crise em hospital

A  Associação dos Funcionários do Hospital de Caridade Senhor Bom Jesus dos Passos, em Laguna, promove hoje à tarde uma passeata em defesa da instituição, que há duas semanas enfrenta uma greve de seus médicos e, por isso, só atende os casos de urgência e emergência.

A passeata começa às 13h com saída em frente unidade de saúde. Qualquer pessoa pode participar, e os organizadores pedem que os manifestantes compareçam vestindo roupa branca. O grupo vai seguir pelas ruas do centro da cidade com destino ao fórum. “Queremos chamar a atenção dos moradores para a situação do hospital, porque a gente não descarta a possibilidade de ele fechar se esta situação continuar”, afirma a presidente da associação, Cheyenne de Andrade Leandro.

A decisão de promover a passeata foi tomada pelos associados na última quarta-feira. Em nota, a associação afirma que “não há recursos suficientes para manter a instituição em funcionamento”. 

“Os valores da tabela SUS estão há mais de 20 anos sem reajuste e quem paga a conta é o hospital. Com os valores mensais repassados pela prefeitura, não se consegue suprir todas as necessidades, como pagamento de funcionários e médicos e compra de materiais e remédios”, prossegue o documento. 

Hoje faz exatamente duas semanas que os médicos do hospital de Laguna estão em greve devido a atrasos no pagamento de honorários de atendimentos feitos por convênios e pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A instituição atende apenas os casos de urgência e emergência classificados como vermelho. Os tratamentos em andamento dos pacientes internados também estão mantidos. O hospital mantém um déficit mensal de mais de R$ 200 mil.

Hospital vai receber mais recursos para a alta temporada

A presidente do hospital, Regina Ramos dos Santos, afirma que há uma preocupação dos funcionários com o desfecho da greve dos médicos. “Se isso se prolongar, vai prejudicar o hospital como um todo. É uma preocupação bastante justificada”, diz, acrescentando que os salários dos funcionários estão em dia. 

“O hospital ganha por produção de serviço, e já são 15 dias praticamente parados. A verba para salário, insumos, honorários médicos vem da produção. O fechamento do hospital é uma ameaça real”, comenta a presidente.

Em reunião ontem à tarde no Conselho Municipal de Saúde, foram aprovados novos repasses para o hospital de Laguna, devido ao aumento de gastos com a alta temporada, segundo Regina. Em janeiro serão transferidos R$ 75 mil a mais pela prefeitura, em parcela única, para as despesas com materiais. Também serão repassadas três parcelas de R$ 20 mil (em janeiro, fevereiro e março), pelo município, para custeio da hora-plantão dos médicos da emergência.

Greve não tem prazo para terminar

Por dia, na atual situação de greve, são feitos cerca de 20 atendimentos nos casos de urgência e emergência. As internações estão na ordem de uma por dia, e até agora tiveram de ser feitas poucas transferências. A maioria das idas para o Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão, segundo Regina, foram feitas por decisão dos próprios moradores.
A greve dos médicos ainda não tem previsão para acabar. Ontem à noite, os profissionais se reuniram com representantes da Regional Laguna do Sindicato dos Médicos do Estado de Santa Catarina (Simesc) para avaliar a situação. 

Fonte: Willian Reis

A Meu SUL surgiu em 2008 e, durante oito anos, circulou na região sul como revista. Em 2016, Meu SUL renasce como um portal de notícias cujo objetivo é levar até você informação com a credibilidade que já era encontrada nas páginas da revista. A WebTV Meu SUL também é uma novidade. Acompanhe-nos através de nossos canais e fique por dentro de tudo que acontece na região!

Av. Getulio Vargas, 504. Ap 101. Centro
CEP: 88.750-000 - Braço do Norte - SC

Telefone: +55 (48) 3658-0092

Email: [email protected]

Newsletter