Funbama e Infraestrutura apresentam dados do segundo mês de coleta seletiva em BN

As equipes da Fundação do Meio Ambiente de Braço do Norte e a Secretaria de Infraestrutura apresentaram, na tarde desta terça-feira, 26, ao prefeito Beto Kuerten Marcelino, os dados da coleta seletiva de lixo do mês de fevereiro.

De acordo com relatório, em fevereiro foram recolhidas 525,12 toneladas de lixo, sendo que 38,59 toneladas foram de lixo reciclável, ou seja, 7% de todo o lixo recolhido no mês de fevereiro foram encaminhados ao centro de triagem.

De acordo com o presidente da Funbama, Robson Fabichaki, fevereiro, por ter menos dias, é um mês com menor coleta de lixo. “Para o segundo mês, temos um resultado muito bom. Porém nossa meta, que foi apresentada ao prefeito, é melhorar esse índice, por tanto, estão previstas diversas ações, palestras e conversas em comunidades para esclarecer as dúvidas e incentivar a separação”.

O prefeito comemorou a notícia. “É um bom índice, pois estamos apenas no início. Também já estamos servindo de exemplo para outros municípios como Laguna, que fez uma visita técnica e uma recente publicação de matéria na imprensa regional de Chapecó. Isso só é possível com a colaboração de cada um dos moradores”, disse.

Segundo Beto, as equipes estão à disposição para esclarecer todas as dúvidas. “A rota realizada pelo caminhão da coleta seletiva é monitorada por GPS, desta maneira, nossa equipe sabe onde e quando os coletores passaram, assim podemos dar uma resposta efetiva, corrigir o que está errado e, se preciso, orientar os moradores”, esclareceu.

Outro ponto, que será realizado a longo prazo, é a melhoria da qualidade do lixo reciclável. “Por enquanto nem todo o material enviado para a triagem é aproveitado, mas isso é aceitável por estar ainda em período de adaptação. Para melhorar contamos com a ajuda de cada morador”, explicou Bianca Mendes, diretora da Funbama.

Conforme o secretário adjunto da Secretaria de Infraestrutura, Allan Lopes Prudêncio, ainda há lugares que necessitam de mais contentores e esses pontos serão ajustados. “Fomos autorizados a adquirir mais contentores, que são aqueles lixeiros grandes, de mil litros, isso vai intensificar a coleta, principalmente no interior do município”.

A equipe lembrou ainda que as empresas que produzem uma quantia muito grande de rejeito, como vidros ou plásticos, devem procurar o centro de triagem para o descarte, já que o volume do material excede a capacidade do caminhão. Outra dúvida foi sobre a coleta realizada no interior: os pontos de coleta são realizados para facilitar, já que propriedades rurais não pagam a taxa de lixo, que é cobrada proporcionalmente no IPTU.

Fonte: ASCOM

A Meu SUL surgiu em 2008 e, durante oito anos, circulou na região sul como revista. Em 2016, Meu SUL renasce como um portal de notícias cujo objetivo é levar até você informação com a credibilidade que já era encontrada nas páginas da revista. A WebTV Meu SUL também é uma novidade. Acompanhe-nos através de nossos canais e fique por dentro de tudo que acontece na região!

Av. Getulio Vargas, 504. Ap 101. Centro
CEP: 88.750-000 - Braço do Norte - SC

Telefone: +55 (48) 3658-0092

Email: [email protected]

Newsletter