ESF São Francisco de Assis ganha horta vertical

Uma horta vertical foi a maneira como a profissional de Educação Física do Nasf, da Secretaria de Saúde de Braço do Norte, Larissa Della Giustina, encontrou para dar uma ajudinha para os colegas de trabalho.

Ela atua no ESF São Francisco de Assis, no bairro de mesmo nome, todas as terças e quintas, no projeto Remexa-se, e percebeu que a equipe acaba almoçando no local, já que hoje as unidades de saúde de Braço do Norte não fecham ao meio dia. “A equipe traz o almoço pronto e esquenta aqui, então surgiu a ideia de fazer uma horta para que sempre tenhamos saladas frescas”, comentou.

Por causa do espaço e sombra adequada, uma horta vertical foi a melhor solução. “Pegamos paletes e reaproveitamos potes. A terra gorda trouxe da minha casa e o Maurício, nosso faz tudo (encarregado da manutenção das unidades de saúde), me ajudou a fixar os paletes, furar os potes para que a água escorra, também colocamos pedrinhas no fundo de cada pote, para que a terra não escape”, explicou Larissa.

Alface, agrião, rúcula, salsinha, cebolinha, hortelã e morangos fazem parte da horta vertical. “Algumas mudas foram trazidas de casa, outras, como os morangos, fizemos uma vaquinha para comprar, tudo colaborativo e coletivo”, comentou a educadora física.

A intenção agora, segundo Larissa, é fazer um canteiro maior para que sejam plantados chás, que serão servidos aos pacientes que esperam por suas consultas na recepção. “É um gesto pequeno, mas que as pessoas podem fazer em suas casas. Esperamos que nosso exemplo seja seguido e se multiplique”, finalizou.

Para o secretário de Saúde, Sérgio Fernando Domingos Arent, práticas como a realizada pela Larissa só tem a contribuir. “Elas fortalecem o vínculo das equipes entre eles e com os pacientes. Essas são iniciativas que apoiamos”, encerrou.

 

Como fazer sua horta vertical

1 - O primeiro passo para fazer uma horta vertical é separar o material necessário. Isso depende de suas habilidades de jardineiro e do quanto você deseja plantar. O kit básico inclui pá, tesoura para poda, vaso e terra.

2 - Melhor não usar terra comum. O mais apropriado é arranjar um substrato pronto para o plantio: já vem com a proporção certa de terra, areia e material orgânico, como esterco ou húmus de minhoca.

3 - O mais indicado é usar um vaso pequeno para cada planta. Uma peça de 30 cm x 20 cm x 30 cm dá conta do recado.

4 - É preciso fazer um furo na parte inferior da peça (para que a água tenha por onde escoar) e outro atrás do vaso. Nesse buraco é que será fixado no painel que você terá na parede.

5 - A primeira camada a ser colocada é de pedrinhas. Esse estrato pode ficar com 5 cm de altura, e tem a função de permitir a passagem da água e impedir que a terra entupa o buraco no inferior do vaso.

6 - A seguir, coloque a terra preparada ou o substrato pronto. O solo não pode ficar muito fofo nem muito compactado. O segredo é ir despejando a terra com as mãos e dar batidinhas quando chegar ao ponto desejado (cerca de 5 cm da borda)

7 - Prepare a muda para o plantio. Com a muda pronta, é só fazer um buraco na terra e encaixá-la no vaso. Com o tempo, as raízes vão crescer e ocupar toda a extensão do novo ambiente.

8 - Agora pendure os potes: pode ser em um palete fixado na parede ou em uma grade, use sua criatividade.

9 - Para manter tudo em ordem, é recomendado fazer uma poda semanal, tire os ramos mais secos e sem vida e não esqueça de molhar. 

Fonte: ASCOM

A Meu SUL surgiu em 2008 e, durante oito anos, circulou na região sul como revista. Em 2016, Meu SUL renasce como um portal de notícias cujo objetivo é levar até você informação com a credibilidade que já era encontrada nas páginas da revista. A WebTV Meu SUL também é uma novidade. Acompanhe-nos através de nossos canais e fique por dentro de tudo que acontece na região!

Av. Getulio Vargas, 504. Ap 101. Centro
CEP: 88.750-000 - Braço do Norte - SC

Telefone: +55 (48) 3658-0092

Email: [email protected]

Newsletter