Estacionamento é alvo de denúncias

Desde o início do ano, quando foi rescindido o contrato com a empresa Extran, que administrava o estacionamento rotativo, Tubarão está sem o funcionamento do serviço. Como se não bastasse isso, a cidade também está há cerca de três meses sem a presença da Guarda Municipal nas ruas. Com isso, faltam vagas para estacionamento e sobra desrespeito no trânsito da cidade.

Na tarde de segunda-feira, motoristas enviaram foto para o DS de um flagra do desrespeito na avenida Marcolino Martins Cabral, no Centro de Tubarão. Nas proximidades do museu, dois motoristas estacionaram seus veículos em local proibido, ou seja, no espaço destinado ao embarque e desembarque de pedestres. “Sem rotativo, sem GMT, os motoristas não querem mais nem saber. Colocam seus carros onde querem. Cadê a fiscalização?”, questiona um tubaronense.

Na falta do rotativo, que auxiliava na organização e fiscalização, bem como dos agentes da GMT, que tiveram suas armas retidas e cumprem apenas fiscalização do patrimônio público, a “conta” acaba sobrando para a Polícia Militar (PM). No entanto, de acordo com o subcomandante do 5º Batalhão da Polícia Militar (PM) de Tubarão, major Wilson Sperfeld, a PM cumpre seu papel, dentro de suas possibilidades. “Cabe também aos motoristas ter consciência e respeitar as leis de trânsito, principalmente”, fala o major.

Quanto à fiscalização, o major explica que a PM, em Tubarão, conta com a patrulha através das bikes, que circulam pela cidade seis horas por dia, além dos agentes nas ruas e das viaturas. “No entanto, temos uma cidade inteira para fazer a fiscalização, bem como atender às ocorrências”, informa o major.

Em julho, a CDL de Tubarão enviou um projeto para a prefeitura com a proposta da entidade para gerir o estacionamento rotativo na Cidade Azul. Até então, o Executivo não se manifestou sobre o pedido. A reportagem do DS entrou em contato com a assessoria da prefeitura para falar sobre o assunto, mas até o fechamento desta edição não obteve resposta.

Denúncia pode ser feita no 190

Sobre as infrações no trânsito, o major diz que as denúncias podem ser feitas pelo cidadão através do 190. “A multa é o último remédio. Por isso, pedimos que os motoristas tenham mais respeito. E não digo somente no que concerne ao estacionar, mas também ao trafegar pela cidade”, destaca Wilson. Para se ter uma ideia, somente na segunda-feira foram registrados dez acidentes de trânsito nas áreas centrais da cidade, em sua maioria colisões traseiras.

Fonte: Diário do Sul

A Meu SUL surgiu em 2008 e, durante oito anos, circulou na região sul como revista. Em 2016, Meu SUL renasce como um portal de notícias cujo objetivo é levar até você informação com a credibilidade que já era encontrada nas páginas da revista. A WebTV Meu SUL também é uma novidade. Acompanhe-nos através de nossos canais e fique por dentro de tudo que acontece na região!

Av. Getulio Vargas, 504. Ap 101. Centro
CEP: 88.750-000 - Braço do Norte - SC

Telefone: +55 (48) 3658-0092

Email: [email protected]

Newsletter