Pleito de Pescaria Brava não será anulado

Decisão da junta eleitoral presidida pelo juiz Paulo da Silva Filho anulou os votos da Seção 90, em Pescaria Brava, em função da comprovação de que uma pessoa já falecida apareceu como votante no local. Com a anulação, Deyvisonn segue como prefeito eleito da cidade, ampliando a vitória sobre Antonio Honorato de um voto para 76 votos.

A anulação das eleições foi pedida por Honorato, que apontou indícios de irregularidades na eleição, como, segundo ele afirmou ao ingressar com o pedido, uma pessoa falecida e outros acamados e doentes que não foram às urnas terem aparecido como votantes.

De acordo com o juiz Paulo da Silva Filho, porém, a comprovação foi apenas em relação ao caso da pessoa falecida. “Este foi o caso que basicamente foi o motivo da anulação da seção, pois os outros casos apontados não foram provados, logo foram desconsiderados. Todos os apontamentos foram nesta seção, logo não vimos motivo para anulação da eleição, pois teria que haver perto de 50% de votos anulados para chegar a um novo pleito”, explica o juiz.

O juiz detalha ainda que não há previsão em lei de uma nova votação na seção anulada. O caso foi encaminhado para o Ministério Público e para a Polícia Civil, que já abriu inquérito para apurar irregularidades na Seção 90. Ainda segundo o juiz, ontem mesmo foram tomados depoimentos de mesários.

Após a publicação da ata, que deve ocorrer hoje, há um prazo de 48 horas para recurso da decisão da junta eleitoral. Caso isso ocorra, este será julgado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Segundo Deyvisonn de Souza, ele já protocolou o pedido de transição e aguarda uma posição do atual prefeito, Antonio Honorato, para dar início ao trabalho do novo governo. “Estávamos muito tranquilos, e colaboramos com tudo que foi possível para auxiliar na investigação do caso do pedido de anulação. Como não fui citado em nenhum momento, a investigação não me envolve diretamente e vamos seguir com nosso plano de governo”, aponta.

A redação do DS tentou contato com o atual prefeito de Pescaria Brava, Antonio Honorato, em todos os seus números de celular, mas todos estavam desligados.

Relembre

A vitória de Deyvisonn de Souza (PMDB), tendo como vice Lourival Izidoro (PP), nas eleições municipais de Pescaria Brava chamou atenção pelo fato inusitado de ter sido por apenas um voto de diferença de um de seus opositores, o então candidato à reeleição Antonio Honorato (PSDB). Na sexta-feira, Honorato entrou com um pedido de anulação da eleição, porque, segundo ele, sua equipe pediu acesso aos livros de votação após suspeitar de problemas no pleito, e teria identificado seis casos de pessoas que não estariam aptas a votar, mas constavam como se tivessem votado. Uma delas seria uma pessoa que já faleceu em 2009, um senhor que está hospitalizado e um acamado, conforme a denúncia de Honorato.

Informações: Diário do Sul
Foto: Divulgação

A Meu SUL surgiu em 2008 e, durante oito anos, circulou na região sul como revista. Em 2016, Meu SUL renasce como um portal de notícias cujo objetivo é levar até você informação com a credibilidade que já era encontrada nas páginas da revista. A WebTV Meu SUL também é uma novidade. Acompanhe-nos através de nossos canais e fique por dentro de tudo que acontece na região!

Av. Getulio Vargas, 504. Ap 101. Centro
CEP: 88.750-000 - Braço do Norte - SC

Telefone: +55 (48) 3658-0092

Email: [email protected]

Newsletter