Prefeito de Gravatal tem contas rejeitadas

O prefeito de Gravatal, Edvaldo Bez de Oliveira (MDB), teve as contas relativas a 2017 rejeitadas na última sessão da Câmara de Vereadores. Foram seis votos pela rejeição e apenas três pela aprovação. A votação seguiu recomendação do Tribunal de Contas do Estado (TCE-SC). 

De acordo com o presidente da Casa, Adilson Rafael Mendes (PP), o Soca, a análise indicou contabilização indevida de R$ 2.066.378,51 e déficit de execução orçamentária consolidada de R$ 1.403.386,53. O parecer, segundo ele, foi assinado por Diogo Ringenberg. 

Ele disse que foi um dos que votou pela rejeição das contas não apenas por este motivo, mas também por outras irregularidades apuradas, como o repasse do duodécimo em 2017 com valores menores. O vereador também disse que a Câmara pretende instaurar duas CPIs para apurar casos como a licitação do lixo e a contratação da empresa Esgotex. “Está sendo, inclusive, investigada pelo Ministério Público”, alerta. 

O caso agora segue para o Tribunal de Contas, Ministério Público e Justiça Eleitoral. “Pretendemos pedir o afastamento do prefeito e, quem sabe, até sua cassação”, pontua.

O prefeito Edvaldo Bez de Oliveira disse ontem que ainda não havia recebido nenhuma correspondência informando sobre a rejeição das contas e que, tão logo a receba, irá se reunir com a Procuradoria Jurídica para avaliarem o caso e as medidas a serem tomadas.

Fonte: Jornal Diário do Sul

A Meu SUL surgiu em 2008 e, durante oito anos, circulou na região sul como revista. Em 2016, Meu SUL renasce como um portal de notícias cujo objetivo é levar até você informação com a credibilidade que já era encontrada nas páginas da revista. A WebTV Meu SUL também é uma novidade. Acompanhe-nos através de nossos canais e fique por dentro de tudo que acontece na região!

Av. Getulio Vargas, 504. Ap 101. Centro
CEP: 88.750-000 - Braço do Norte - SC

Telefone: +55 (48) 3658-0092

Email: [email protected]

Newsletter