Semana nacional alerta e conscientiza população para os distúrbios do sono

Os distúrbios do sono vêm crescendo junto com a evolução humana. A alteração dos hábitos de vida, o dia a dia atribulado, as extensas jornadas de trabalho e o crescente uso de aparelhos eletrônicos impactam diretamente na quantidade e qualidade do sono. Visando orientar a população sobre estes distúrbios, a Associação Brasileira do Sono (Absono) prepara entre os dias 13 e 19 a Semana Nacional do Sono.

Assim como em diversos centros do país, Criciúma também participará do evento que terá seu ponto alto no próximo sábado, dia 18, na Praça Nereu Ramos. Liderado pelo médico pneumologista e especialista em medicina do sono, Fábio José Fabrício de Barros Souza, o trabalho de informação e conscientização será feito em parceria com a Associação Catarinense de Pneumologia e Tisiologia (Acapti), Regional Médica da Zona Carbonífera (RMZC), Associação Brasileira do Sono (Absono) e a Secretaria Municipal de Saúde.

A população que passar pela Praça Nereu Ramos, das 8 às 13 horas, será submetida a um questionário aplicado por acadêmicos de Medicina da Unesc. Mediante as respostas, será possível traçar qual distúrbio o paciente possui e encaminhá-lo para os tratamentos que possam amenizar a doença.

Souza alerta que 50% da população brasileira possui algum distúrbio, sendo os mais comuns a apneia obstrutiva e a insônia. “Um em cada três pessoas sofre com apneia e metade dos brasileiros sofrem de insônia. Esta redução ou perda da qualidade do sono impacta diretamente na vida do cidadão, prejudicando sistemas fisiológicos do organismo, aumentando o risco de doenças e acidentes”, frisa o especialista.

Os distúrbios podem desencadear problemas cardíacos, ganho de peso corporal, queda no sistema imunológico, aumento de dores pelo corpo, além de afetar a sexualidade, a aparência, o humor, a memória e a atenção do indivíduo. Porém, a boa notícia é que os tratamentos hoje têm garantido melhoras significativas para estes quadros.

“A intenção da Semana do Sono é justamente divulgar ao público informações importantes, novidades e últimas pesquisas úteis para todos nós”, frisa Souza. Movimentos periódicos de pernas, bruxismo e sonambulismo também prejudicam uma boa noite de sono, como a apneia e a insônia. Entretanto, uma boa dica para evitá-los é fazer a higiene do sono, que consiste em alguns passos simples antes de dormir, veja abaixo:

Orientações que ajudam na higiene do sono:

1 – Evitar derivados da cafeína (café, chá, chimarrão, refrigerante, energéticos e outros) após as 18 horas;
2 – Evitar luminosidade como luz branca, televisão, celular, tablets, de 2 a 4 horas antes de dormir;
3 – Abstrair. Fazer um check list com tudo o que você precisa fazer no dia seguinte, e depois disso esquecer dos compromissos e relaxar;
4 – Ir para a cama apenas quando estiver com sono. Se quiser ler um livro antes de dormir, tente fazer isso em outro ambiente, longe da cama;
5 – Deixar o quarto climatizado e escuro, para tornar a noite de sono mais agradável;
6 – Evitar atividades físicas até 4 horas antes de dormir;
7 – Tirar uma soneca de 20 a 30 minutos depois do almoço. Isso não é recomendado, no entanto, para os insones;
8 – Evitar bebida alcoólica ou comer muito antes de dormir;
9 – Ansiolíticos podem interferir na qualidade do sono. Quem toma este tipo de medicamento deve entrar em contato com o médico e alertá-lo sobre as noites mal dormidas.

Fonte: Engeplus

A Meu SUL surgiu em 2008 e, durante oito anos, circulou na região sul como revista. Em 2016, Meu SUL renasce como um portal de notícias cujo objetivo é levar até você informação com a credibilidade que já era encontrada nas páginas da revista. A WebTV Meu SUL também é uma novidade. Acompanhe-nos através de nossos canais e fique por dentro de tudo que acontece na região!

Av. Getulio Vargas, 504. Ap 101. Centro
CEP: 88.750-000 - Braço do Norte - SC

Telefone: +55 (48) 3658-0092

Email: [email protected]

Newsletter