#DesafioAceito - Seja um doador regular de sangue e plaquetas

Recentemente começaram a aparecer pelas redes sociais diversas fotos em preto e branco em apoio ao combate ao câncer com a hashtag #DesafioAceito. Mas o seu apoio pode ir além através de uma simples doação de sangue ou plaquetas. É isso mesmo! Este ato de amor ao próximo também ajuda a salvar milhares de pacientes no país que possuem algum tipo de câncer. Uma bolsa de sangue pode ajudar mais de três pacientes.

Muitos pacientes oncológicos apresentam anemia associada à doença ou ao tratamento. Por exemplo: a quimioterapia, muitas vezes interfere temporariamente na produção das hemácias e plaquetas pela medula óssea, levando à necessidade de transfusão regular de componentes sanguíneos. Aqui está o grande desafio dos Bancos de Sangue.

 

A médica do Instituto Nacional de Câncer (INCA), Elizabeth de Souza, explica que ainda há falta de doadores regulares no país. “No Brasil, as estatísticas mostram que menos de 2% da população doa sangue regularmente, enquanto o ideal seria de pelo menos 3%. Os homens podem doar sangue até quatro vezes por ano e as mulheres até três vezes ao ano”.

Essa margem de doadores é importante porque há uma grande demanda de transfusões de sangue e plaquetas e eles têm validade. A plaqueta, por exemplo, só pode ser armazenada por cinco dias. Para se ter uma ideia, um paciente de 70 kg pode precisar de pelo menos sete unidades de plaqueta, o que representa sete doadores.

A doação de sangue é voluntária, anônima, altruísta e não remunerada. Para Iara Motta, chefe do Serviço de Hemoterapia do INCA, as pessoas precisam criar o hábito de doar sangue. “No Brasil não existe a cultura da doação, precisamos incentivá-la. Esse ato de solidariedade deve ser permanente”.

Para encontrar o Hemocentro mais perto de você, clique aqui.

Saiba quais são os critérios para se tornar um doador:

Levar documento oficial de identidade com foto (identidade, carteira de trabalho, certificado de reservista, carteira do conselho profissional ou carteira nacional de habilitação);
Estar bem de saúde;
Ter entre 16 (dos 16 até 18 anos incompletos, apenas com consentimento formal dos responsáveis) e 69 anos, 11 meses e 29 dias;
Pesar mais de 50 Kg;
Faça um repouso mínimo de 6 horas na noite anterior a doação
Não tome bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores
Evite fumar por pelo menos 2 horas antes da doação
Evite alimentos gordurosos nas 3 horas antes da doação
As pessoas que exercem profissões como: pilotar avião ou helicóptero, conduzir ônibus ou caminhões de grande porte, sobem em andaimes e praticam pára-quedismo ou mergulho, devem interromper estas atividades por 12 horas antes da doação

Foto: Divulgação

Fonte: Blog da Saúde

A Meu SUL surgiu em 2008 e, durante oito anos, circulou na região sul como revista. Em 2016, Meu SUL renasce como um portal de notícias cujo objetivo é levar até você informação com a credibilidade que já era encontrada nas páginas da revista. A WebTV Meu SUL também é uma novidade. Acompanhe-nos através de nossos canais e fique por dentro de tudo que acontece na região!

Av. Getulio Vargas, 504. Ap 101. Centro
CEP: 88.750-000 - Braço do Norte - SC

Telefone: +55 (48) 3658-0092

Email: [email protected]

Newsletter