Após baixa adesão, SC terá campanha de vacinação contra febre amarela

Após baixa adesão da população, a Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive-SC) fará campanha no estado da vacinação contra a febre amarela. Moradores a partir dos 9 meses de idade devem ser imunizados. A vacina está disponível nas unidades de saúde. É possível consultar os locais site da Dive-SC.

A meta é imunizar 95% da população de Santa Catarina. Conforme a Dive-SC, até esta segunda-feira (18), foram vacinados 56% do público-alvo.

A campanha contra a febre amarela começa nesta quarta (20) e vai até 20 de abril. A vacina é a única forma de prevenção contra a doença. Quem já tomou uma dose já está imunizado, não é preciso reforço.

 

Preocupação

 

No início deste ano, o Paraná começou a registrar casos de febre amarela. Em 7 de março, o estado vizinho confirmou a primeira morte pela doença: a de um trabalhador da zona rural de Morretes que não havia tomado a vacina.

Segundo a superintendente de Vigilância em Saúde, Raquel Ribeiro Bittencourt, o aparecimento de casos no Paraná significa que o vírus, que antes estava em São Paulo, pode chegar a qualquer momento a Santa Catarina.

 

Febre amarela

 

A doença pode matar em cerca de uma semana se não for tratada rapidamente, de acordo com a Dive-SC. Os principais sintomas são:

 

  • início súbito de febre
  • calafrios
  • dor de cabeça intensa
  • dores nas costas
  • dores no corpo
  • náuseas e vômito
  • fadiga e fraqueza

 

Alguns pacientes melhoram após esses sintomas iniciais. Porém, em 15% a 60% deles a doença evolui para o estágio grave. Nessa situação, o paciente pode desenvolver complicações como febre alta, coloração amarelada da pele e do branco dos olhos, hemorragia e, eventualmente, choque e insuficiência de múltiplos órgãos.

Entre 20% e 50% dos pacientes com a forma grave da doença podem morrer, conforme a Dive-SC.

A febre amarela é causada por um vírus transmitido pela picada de mosquitos, principalmente dos gêneros Haemagogus e Sabethes. Não há como uma pessoa passar a doença para outra.

Fonte: G1

A Meu SUL surgiu em 2008 e, durante oito anos, circulou na região sul como revista. Em 2016, Meu SUL renasce como um portal de notícias cujo objetivo é levar até você informação com a credibilidade que já era encontrada nas páginas da revista. A WebTV Meu SUL também é uma novidade. Acompanhe-nos através de nossos canais e fique por dentro de tudo que acontece na região!

Av. Getulio Vargas, 504. Ap 101. Centro
CEP: 88.750-000 - Braço do Norte - SC

Telefone: +55 (48) 3658-0092

Email: [email protected]

Newsletter