Vacinação contra gripe começa hoje

Começa hoje e vai até o dia 31 de maio, em todo o país, a 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. 

Em Santa Catarina, a meta da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive), vinculada à Superintendência de Vigilância em Saúde, da Secretaria de Estado da Saúde, é vacinar 90% do público-alvo, que é de quase dois milhões de pessoas (1.976.914), entre os grupos prioritários.

Neste ano a campanha será dividida em grupos: de hoje a 19 de abril, a vacina será disponibilizada para crianças, gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto); a partir do dia 22 de abril será liberada para todos os demais grupos prioritários. Segundo o médico infectologista Luiz Escada, a vacina contra a Influenza é considerada uma das medidas mais eficazes para evitar casos graves e óbitos pela doença.

Na região, a meta é vacinar 123.949 pessoas destes grupos prioritários. Em Tubarão, o público para ser vacinado é de 37.561 pessoas. 

Segundo dados divulgados pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive), este ano foram confirmados sete casos de Influenza até o momento, sendo cinco de Influenza A H1N1, e dois de Influenza A H3N2. Um óbito foi notificado no dia 5 de março pelo Influenza A H1N1. O paciente morava em Tubarão e tinha 52 anos.

Grupos prioritários
Crianças de seis meses até seis anos, gestantes, puérperas, trabalhadores da saúde, professores, povos indígenas, idosos com 60 anos ou mais, população privada de liberdade e funcionários de presídios, portadores de doenças crônicas e condições especiais são os grupos prioritários. Neste ano crianças com idade até seis anos incompletos (cinco anos, 11 meses e 29 dias) também serão vacinadas, conforme a orientação do Ministério da Saúde.

Imunização é a forma efetiva para prevenir a contaminação
A gripe continua sendo um dos maiores desafios de saúde pública do mundo. A cada ano, a Organização Mundial de Saúde (OMS) estima haver um bilhão de casos de Influenza. 

“A forma mais efetiva de se prevenir contra a doença é a imunização. No entanto, vale lembrar que o vírus Influenza é dividido em tipos, subtipos e linhagens, que sofrem mudanças constantes. Essas variações são estudadas e repassadas para a confecção das vacinas, que devem compor as cepas anuais circulantes, sendo, com isso, necessário esta reposição anual para livrar-se das complicações causadas pelo vírus”, alerta o médico Evandro Thomsen Antunes, da Pró-Vida.

Conforme a OMS, a vacina influenza trivalente, comumente usada nas campanhas nacionais de vacinação, contém duas cepas A e uma B. A quadrivalente proporciona maior proteção, por conter uma cepa B adicional, ou seja, tem duas A e duas B. Esta vacina já está disponível na Pró-Vida e nas demais redes particulares.

“A vacina contra a gripe é segura e reduz as complicações que podem evoluir para casos graves da doença. Crianças, jovens, adultos e idosos, enfim, todos devem se vacinar”, orienta.

Conforme o médico, as exceções são somente quem possui histórico grave de alergia a ovo, que deve receber dose somente em ambiente hospitalar. Para quem estiver com alguma doença febril, desde aguda até grave, é recomendado adiar a vacina para quando estiver melhor. Para as pessoas com histórico de anafilaxia de doses anteriores da Influenza, recomenda-se avaliação médica.

Fonte: Jornal Diário do Sul

A Meu SUL surgiu em 2008 e, durante oito anos, circulou na região sul como revista. Em 2016, Meu SUL renasce como um portal de notícias cujo objetivo é levar até você informação com a credibilidade que já era encontrada nas páginas da revista. A WebTV Meu SUL também é uma novidade. Acompanhe-nos através de nossos canais e fique por dentro de tudo que acontece na região!

Av. Getulio Vargas, 504. Ap 101. Centro
CEP: 88.750-000 - Braço do Norte - SC

Telefone: +55 (48) 3658-0092

Email: [email protected]

Newsletter