Meningite é monitorada no presídio Santa Augusta

A Vigilância Epidemiológica de Criciúma está mantendo 14 detentos do presídio Santa Augusta e um agente penitenciário sob monitoramento médico. Trata-se de uma medida preventiva para evitar possíveis novos casos de meningite bacteriana na unidade prisional. As 15 pessoas em observação são as que mais tiveram contato com Marcos Borges de Araujo, 22, que faleceu vítima da doença no último sábado, 27.

A enfermeira Michele Hilário, da Vigilância Epidemiológica, avalia que a atuação preventiva para evitar novos casos no Santa Augusta foram bem encaminhadas. Os 14 detentos que dividiam cela com Marcos e o agente que o acompanhou durante o tratamento receberam doses do antibiótico Rifampicina por dois dias. A eficácia do medicamento, segundo Michele, é de 90 a 95%.

Ainda de acordo com a enfermeira, não houve erros no tratamento de Marcos. “A meningite bacteriana é de difícil diagnóstico, ela se confunde com outras doenças. Quando o paciente piorou e apresentou outros sintomas, foi encaminhado à UTI e feito o exame, que confirmou a doença”, explicou.

Marcos foi encaminhado à UTI na terça-feira da semana passada, após ingressar no Hospital São José na segunda. Na quarta-feira foi feito o exame e na quinta chegou o resultado positivo para a meningite bacteriana, encaminhado pelo Laboratório Central (Lacen), de Florianópolis. No sábado, Marcos não resistiu e faleceu.

Situação controlada

Apesar da superlotação do Santa Augusta - que alcançou a marca histórica de 1.009 detentos para 649 vagas na última sexta-feira, 26 -, a situação para evitar novos casos de meningite no Presídio Santa Augusta é tida como controlada, mesmo que os presos que dividiram a cela com a vítima ainda estejam sob observação. Segundo Michele Hilário, as medidas tomadas estão de acordo com as determinações da Secretaria de Saúde do Estado.

A administração do presídio foi procurada e declarou que o caso está sob controle. Ainda não se sabe quando Marcos contraiu a meningite. O presídio também informou que os presos sob monitoramento já recebem normalmente visitas de familiares.

No município

Não há registro de novos casos de meningite bacteriana em Criciúma. A Vigilância Epidemiológica informa que os exames dos casos em suspeita estão marcando negativo para a doença. Apenas um homem foi diagnosticado, há alguns meses, mas o paciente foi tratado e retornou para a casa. Ainda assim, a Vigilância visita principalmente escolas para orientar sobre a doença, uma medida preventiva para evitar surtos no município.

Fonte: Portal 4oito

A Meu SUL surgiu em 2008 e, durante oito anos, circulou na região sul como revista. Em 2016, Meu SUL renasce como um portal de notícias cujo objetivo é levar até você informação com a credibilidade que já era encontrada nas páginas da revista. A WebTV Meu SUL também é uma novidade. Acompanhe-nos através de nossos canais e fique por dentro de tudo que acontece na região!

Av. Getulio Vargas, 504. Ap 101. Centro
CEP: 88.750-000 - Braço do Norte - SC

Telefone: +55 (48) 3658-0092

Email: [email protected]

Newsletter